quarta-feira, abril 12, 2006

O Evangelho Proibido de Judas

Os Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João apontam Judas Iscariotes como o traidor que entregou Jesus Cristo aos romanos. Em 1978 no Egito, foi descoberto um manuscrito de 1.700 anos que afirma que Judas era amigo de Jesus e que teria cometido a traição a pedido dele. O papiro mostra Judas como o favorito de Jesus e sua colaboração com os seus planos para salvar a humanidade. Essa visão é semelhante à dos cristãos gnósticos que foram denunciados pela igreja como hereges em 180 d.C. Eles acreditavam que Judas teria sido o mais iluminado dos apóstolos e que teria proporcionado a possibilidade da humanidade de se redimir através da morte de Cristo. Sendo assim, Judas mereceria gratidão. Não é a primeira vez que é cogitada a hipótese de que Judas pode ter agido por indicação de Jesus ao entregá-lo com um beijo. No entanto, este é o primeiro texto antigo que defende essa tese. Análises de carbono 14, levaram à conclusão de que deve ter sido escrito por volta do ano 300. O texto tem aproximadamente 30 páginas e perambulou por antiquários durante muito tempo. A National Geographic fez um documentário sobre o assunto intitulado "Segredos da Bíblia: o Evangelho Proibido de Judas”. Acredita-se que tenham pago US$ 1 milhão pelos direitos de divulgação do manuscrito. "A descoberta do Evangelho de Judas é um excitante avanço arqueológico que nos permite compreender melhor o mundo do início do Cristianismo", considera Donald Senior, professor de Estudos do Novo Testamento em Chicago.
Espero que os religiosos entendam isso. A Última Tentação de Cristo, A Paixão de Cristo, e o Código da Vinci foram duramente atacados pelas igrejas. Agora é diferente. Não se trata de um filme ou de um livro. É um documento verídico. Essa vai dar pano para manga!

40 Comments:

Blogger Moacyr Rodrigues said...

Jesus, na minha opinião, sabia que Judas poderia O trair. Jesus sabe do íntimo das pessoas.

Mas não creio que tenha sido um pacto. Jesus não poderia, nunca, incitar alguém a violência. Já que o Mestre nos diz que o escândulo virá, mas coitado daquele que o cometa.

Não vou entrar no mérito da salvação. Como espírita, acredito em muitas vidas e seremos perfeitos quando eliminarmos nossas vicissitudes.

12 abril, 2006  
Blogger Pedro Gama said...

Caro Marco aurélio... ainda não tinha lido o seu texto, antes de lhe enviar o mail...

você próprio me dá o dado que eu precisava... o texto foi escrito por volta de 260 anos depois da morte de Cristo... será que podemos acreditar em tudo o que lá está, no sentido de ser factual... digo isto até relativamente aos evangelhos canónicos... são factuais a 100%?

Pense nisto... nem tudo o que brilha é ouro...

12 abril, 2006  
Blogger Alex Manzi said...

Não acho que vá render muita coisa isso. O cristianismo e sua mitologia já estão arraigadamente enraizados na civilização. Não há nada que mude isso em centenas de anos.

Acredito em outra coisa; acho que Judas queria as mesmas coisas que Jesus, mas o apóstolo era partidário da tomada de poder a qualquer custo, inclusive com luta armada. Então, ao traí-lo, e confiando que Jesus era realmente de um poder divino e inimaginável, julgou que incitaria no Nazareno a Grande Vontade de Mudanças a Qualquer Custo.

Ósculos Bíblicos.

12 abril, 2006  
Blogger JOINCANTO said...

Judas foi um ladrão, mentiroso e traiu Jesus, o seu melhor amigo e Mestre por causa dumas moedas. No fim da sua vida enforcou-se cobardemente.

Terão algum crédito os seus escritos?

Abraço

Para quem quiser ler mais: Evangelho de Judas

12 abril, 2006  
Blogger Pedro Gama said...

Caro Alex Manzi. Penso não se tratar apenas de uma mitologia enraizada. É facto que há muito mito que assombra toda a aquela que é a doutrina cristã, nomeadamente a que diz respeito à Igreja Católica. Mas tambémé verdade que isso é inevitável em 2000 anos de história, principalmente depois e uma idade média que nos deixou imensamente marcados de simbolos, medos, mitos e outras coisas que tais.

MAs há que saber olhar para a história, e também saber olhar para aquilo que é algo quase lógico. Há muitos textos que falam de Jesus. Há muitos evangelhos proscritos. São, por vezes, bons elementos de trabalho, de comparação mas o próprio bom-senso nos fará olhar para eles com a devida credulidade.

12 abril, 2006  
Blogger sniper said...

É, algo pra poder contradizer, pra poder afirmar. Muitas peessoas sempre confiaram cegamente naquilo que lhes foi ensinado. Quero ver dizer agora que é heresia. Imagino que ainda tenha muita coisa por ser descoberta, e já devem existir muitas outras coisas que já foram descoberas e por questão moral ainda não foram divulgadas. Muitos absurdos ainda por vir.

12 abril, 2006  
Blogger Pedro Gama said...

O maior absurdo é tentar sempre colocar em causa a fé e as crendices das pessoas. Não me revejo em muitas delas, mas aceito-as e é isso que ainda vai fazendo o povo ter esperança num mundo melhor...

12 abril, 2006  
Blogger Ruvasa said...

Viva, Marco Aurélio!

Obrigado pela sua visita.

Creio que estamos no mesmo azimute, Você e eu.

Sou crente, mas acredito que a minha fé não é burra, cega. Aliás, para crer, necessito de não deixar de racionalizar... ao menos um pouco.

No fundo, acho que a imagem de Cristo se torna muito mais acessível a todos, à aceitação de todos, se for mostrada como realmente foi/é, despido de tantas características que, em lugar de O "enriquecerem", O "empobrecem".

É como a imagem de Deus. Desde muito novo, jamais aceitei a apresentação que na Igreja de fazia de Deus, mostrando-O um Deus todo-poderoso, sim, mas castigador, tremendo, assustador mesmo. Como é que alguém pode compaginar tal imagem com a outra do Deus misericordioso, pleno de bondade?

São estas tremendas incongruências de um proselitismo pouco esclarecido e nada esclarecedor que, quanto a mim, muito prejudicou o Catolicismo, que eu nunca consegui aceitar.

Parece que estamos no bom caminho. E, repito, considero que o que está a surgir, sem véus escusados e pouco avisados, não retirará a fé a ninguém. Muito pelo contrário, reforçá-la-á em quem a tem já e talvez que a faça nascer em quem ainda a não tem.

Abraço

Ruben

12 abril, 2006  
Blogger Ruvasa said...

Viva, Pedro Gama!

O Evangelho Segundo Judas terá sido escrito por volta do ano 100 aD, ou seja 67 anos após a morte de Cristo e menos ainda depois dos de Marcos, Mateus, Lucas e João, e reescrito, melhor dito, copiado (e essa cópia é que chegou aos nossos dias) entre 280aD e 303 304 aD.

Abraço

Ruben

12 abril, 2006  
Anonymous eduardo said...

Seu blog é muito interessante. É a primeira vez que venho aqui.

http://dudve.blogspot.com
http://cartastintimas.zip.net

12 abril, 2006  
Blogger cemremos said...

olá. Fiquei admirada quando li o seu comentário no meu blog. Eu adorei o seu comentário e realmente este blog parece mesmo ser bastante interessante. Por isso irei voltar muitas vezes.
Em relação a este tema, eu no meu blog brinquei um pouco acerca disto, mas tenho consciência que se trata de uma grande reviravolta em muitas questões religiosas e também nos ajuda a desmascarar os engenhos que estão por trás de tantos dogmas que nos são impostos pela Igreja...Esse documentário é realmente elucidativo.
Abraços. Volte Sempre.

12 abril, 2006  
Blogger Nagel said...

Marcos Aurélio,

Eu só não chamaria esse evangelho de proibido. Ele estava, na verdade, perdido como diversos outros documentos. Em 1945 encontraram em Nag Hammadi, também no Egito, uma série de documentos dessa mesma natureza. Hoje em dia, já estão publicados em portugues, a disposição de qualquer pessoa.


Minha opinião sobre a repercussão da descoberta? Na igreja, será pouca. Entre os já descrentes, será e já está sendo grande. Até porque, eles agora, querem vender o tal evangelho.

Já o li em ingles [a National Geographic disponibilizou no site]. Não há nada nele que o caracterize como histórico. Sua teologia é nitidamente gnóstica, isso é, uma teologia sempre combatida pelos apóstolos do Novo Testamento.

Admitir o valor histórico desse evangelho, implica em, no mínimo, reconhecer a validade da doutrina que ele defende. Não pensem nele como um relato neutro. Ele é tão parcial quanto os Evangelhos Canônicos. Os quatro em defesa da fé cristã, esse último em defena do gnosticismo.

Alguém aqui falou a respeito dele ter sido escrito por Judas. Quem disse isso? A National Geographic não foi e nenhum estudioso sério pode afirmar isso. Como já foi dito, testes com carbono 14 foram feitos em 5 partes do documento. As datas variaram entre 220 e 340. Os mesmos pesquisadores estão de acordo que o documento seja do século IV. A questão é que a construção das frases indica uma tradução do grego, por isso, supõe-se que o evangelho seja algumas décadas mais antigo, final do século II. Mas, longe de ser datado do primeiro século. Logo, longe de ter sido escrito por Judas.

É isso. Tem alguma coisa no meu blog a respeito.

Desculpe o tamanho do texto. Informações confiáveis, as encontramos no site da National Geographic.

Abraços.

12 abril, 2006  
Blogger Pedro Gama said...

Caro Ruvasa...

saberá que muitas cópias foram adulteradas e muitos textos, por exemplo, do antigo testamento, encontrados em QumRam, escritos em grego, não batiam em muitas coisas com os textos em hebraico.

Não quero colocar em causa os vossos testemunhos. Apenas dizer que 200 anos de cópias podem alterar um texto consoante o que cada "copiador" pretende em cada época.

Para mais, mesmo os 67 anos depois da morte de Jesus já são um espaço de tempo bastante razoável para podermos dizer que 1) JUdas não o escreveu; 2) quem escreveu pode ter necessitado de um texto desses para "evangelizar" à sua maneira (foram muitas as seitas que adoraram a cristo. Aliás, parece que havia alguns romanos que adoravam Jesus no panteão dos seus inumeros deuses).

E eu até posso estar enganado e de afcto esse ser um documewnto factual, e capaz de nos contar uma nova história. Quem sabe.

13 abril, 2006  
Blogger Vera Fróes said...

Marco Aurélio, não acredito que Jesus tenha feito pacto com Judas, muito pelo contrário, ele conhecia muito bem o apóstolo a ponto de saber que ele o trairia, mas ele não o entregou, deixou que o destino se cumprisse.
E, claro que vai ter gente defendendo Judas, se temos gente defendendo Hitler e outros malvados da história da humanidade.
Soube que o que a National Geograph fez todo este estardalhaço porque ela quer vender seu programa sobre o documento que deve gerar dvds, livros, etc...Ela não agiu por motivos nobres e sim para vender o seu peixe.

Bjos.

13 abril, 2006  
Blogger Nagel said...

Pedro Gama,

Já tinha lido o contrário: que os manuscritos de Qumran haviam trazido confiabilidade ao nosso texto, apesar de pequenas diferenças; lançado luz sobre algumas passagens, mas não que haviam provado a inconsistência do nosso texto bíblico. E isso porque são os manuscritos mais antigos que temos, datados por volta do ano 68 de nossa era.

13 abril, 2006  
Blogger samurai said...

Grande Marco Aurelio
Espero que a polêmica, se houver, sejamos nós, ávidos por conhecimento os beneficiados
Abraços
Alessandro

13 abril, 2006  
Blogger EAUG said...

Eu vi isso na tv e na revista mas nao me interessa em nada. A nao ser pelo fato de que talvez as pessoas passem talvez a acreditar nas coisas de uma outra forma. Acreditar no que esta escrito na biblia é algo que considero impensavel. Mas alguns foram doutrinados a acreditar. Até que deu certo. Existem bilhões por aí.

13 abril, 2006  
Blogger Luna said...

Não foi por acaso que Jesus escolheu os seus apostolos, ele tinha uma missão e ser cumprida, e nada poderia ir contra, Judas a seguir a Cristo era o maior iniciado, e a missão de Judas foi a mais importante no meio de toda a tragédia , mas tinha de ser assim ele o sabia, e segundo parece Judas não se suicidou pois todos os iniciados sabem que esse caminho não é compativem com a mestria.

è a primeira vez que por aqui passo, e gostei muito deste teu espaço

Boa Páscoa

14 abril, 2006  
Blogger A melhor música dos dias que se foram said...

Bem, acredito que nunca conheceremos o Jesus histórico. A menos que apareça algum documento extremamente detalhado sobre sua vida, o que, acredito eu é muito improvavel a essas alturas. Queria saber se alguém sabe de uma página na net que tenha publicado esses evangelhos.

Um abraço!

17 abril, 2006  
Anonymous caio zimba said...

Todos os evangelhos cristãos encontrados, de que possuimos conhecimento atualmente, tanto estes apócrifos quanto os quatro primeiros, contém riquíssimos ensinamentos de avançados e incontestáveis valores morais, que se reforçam e se elucidam, no decorrer das passagens literárias destes documentos.
Dentre esses valores morais, disseminados em nossa civilização, também por outras diversas doutrinas religiosas, mas em sua maior parte, divugados principalmente pelo cristianismo por todo o mundo, pode-se citar, a título de valiosíssimo exemplo, o sentimento de solidariedade e sua concientização coletiva, que constitui, consistente, parcela de um avanço profundamente significativo, na jornada evolutiva da convivência e do relacionamento entre os seres humanos.
Os rumos de uma civilização, que apontem em uma direção ascendente, na minha opinião, envolvem, progressos intelectuais, biológicos(saúde, adaptação, resistência e longevidade), tecnológicos, sentimentais e espirituais.
Portanto, acredito que a tolerância religiosa, assim como o bom aproveitamento dos ensinamentos, que todas as doutrinas conhecidas podem nos acrescentar, servem para nos enriquecer em nosso processo evolutivo de alguma forma, assim como o acréscimo dos conhecimentos advindos dos demais campos do conhecimento humano: da ciência e das artes.
Não acredito, pois, que tanto os documentos históricos encontrados em Naag Hammadi, quanto o evangélio de Judas, encontrado em suas proximidades, tenham menos valor que outros documentos significativos que elucidam passagens de nossa História. No mínimo, nos revelam um cristianismo do ponto de vista dos antigos Gnósticos(mais próximos, de qualquer forma, da época de Cristo que nós), o que não deixa de ser uma grande revelação arqueológica.

28 maio, 2006  
Anonymous Hellequin said...

Toda esta discussão é no minimo controversa, e no fundo se tentar-mos ver as coisas como factos e de forma racional, tentando por de parte a nossa fé podemos pensar de várias formas. Algumas coisas que podem devem ser do conhecimento de alguns:

- Número 13, numero do azar: Retratado pelas culturas Celtas (4000 anos atrás) da mesma forma que o cristianismo. Trata-se na cultura celta de um banquete com 12 convidados e um que se fez convidado, Loki, que iludiu o irmão de Balder a atirar-lhe um ramo de azevinho, sabendo ele que o azevinho era a unica coisa que mataria Balder. Balder morre, o 13 (Loki que nao foi convidado para o jantar) é considerado como o numero da morte e o numero do azar. Alguma semlhança com alguns pontos do cristianismo ?

- Datas Festivas: Mais uma vez as datas festivas do cristianismo coincidem com as datas festivas celticas. Os solesticios.

- Dizimos: certamente o reino de Deus, que nao é material, é garantido atraves de dizimos voluntarios ou involuntarios.

- Inferno, o Inferno com o aspecto de um mar de chamas e afins, surge mais uma vez na cultura celta, com o nome de Hell.

- Dia do Juizo Final: Surge com a cultura celta, muito antes do velho ou novo testamento. Ragnarok, o fim do mundo, onde os mortos se levantarão da terra e caminharão de novo na terra. Odin comanda as legioes de valorosos que cairam em combate contra os gigantes de Loki e decidirão o futuro da Terra.

- Santos & Igreja: Não farás imagem esculpida [em hebraico péshel, referindo-se a ídolos, nem semelhança alguma do que há em cima nos ceús, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não adora-las-á, nem prestar-lhes-á culto, por que eu, YHVH, teu Deus, sou Deus zeloso ["Deus que exige devoção exclusiva" ou "Deus ciumento"; em hebraico El qan.ná e em grego Theós zelotes], e que puno o erro dos pais nos filhos até sobre a terceira geração e sobre a quarta geração dos que me odeiam, mas que uso de benevolência para com até a milésima geração dos que me amam e que guardam os meus mandamentos.

- Santo ou nao, eis a questao: D. Lourenço Vicente, Arcebispo de Braga, nao foi considerado Santo por ter derramado sangue espanhol em Aljubarrota, quando muitos santos, por exemplo São Jorge, pertencente à guarda pretoriana e guarda costas do Imperador matou, e é considerado Santo. S. Jorge, padroeiro de Portugal e Inglaterra.

Existe muito mais... Se duvidarem da veracidade desses manuscritos, porque acreditar nos que nos dizem serem reais ? Nos tempos que se aproximam, tal como Nostradamus previu, a ultima grande guerra da Humanidade será de cariz religioso, basta ver que o Islão radical cada vez mais forte, exige apenas uma coisa, submissao ou morte! Nos, cristãos (todos, nao apenas os catolicos) deveriamos defender a nossa fé contra os derradeiros inimigos da nossa fé, em vez de andarmos em discordias entre nós, todas elas vindas de algumas divergencias e interpretaçoes.

Se este evangelho for real, pelo menos tão real como os que tomamos por verdadeiros, então os Cátaros estavam certos, e o sangue deles banha toda a Igreja como a conhecemos. Ainda hoje a Igreja esconde muito do mundo, por exemplo, um documento que mostra a absolviçao dos Cavaleiros Templarios que foi recentemente descoberto, milhares de Templarios foram massacrados por falsos testemunhos (já que o documento é verdadeiro, assinado por 4 cardeais e encontrava-se nos arquivos do vaticano), alguem defendeu Jacques de Mollay da fogueira ? Quanto mais existirá no vaticano por descubrir ?

Mas uma coisa nós, ocidentais, temos que dar todo o valor, se hoje a nossa civilizaçao é o que é, devemo-lo à Igreja, acreditando ou nao nela, pois foi ela que durante a Idade da Trevas preservou os Tesouros da nossa cultura, e de certa forma é a responsavel pelo Renascimento, que foi decisiviso e o ponto de viragem e base da nossa sociedade actual.

23 agosto, 2007  
Anonymous Anônimo said...

eu acredito que esses manucrito nao mudara em nada a verdade nos evangelhos de matheus, marcos, lucas e joao. cada um deles se completam e se concordam. nasce aqui uma pergunta: em que se concorda esse manuscrito, a nar ser com si so? nao a nada que confirme o que ali foi escrito. nada e nem ninguem escreveu nada que possa concordar com esse "falso evangelho". uma vez que ele nao esta mais no seu original, e sim foi escrito em egipcio, mais uma confirmacao de que alguem de ma fe tentou mais uma vez envergonhar o envergonhavel, destruir o indestrutivel. pense nisto. o Senhor e verdade e a verdade sempre e provada no fogo e todas as vezes triunfa. desta vez nao sera diferente.

12 setembro, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Até ao que sei, 300 anos depois de Cristo foi o Tempo em que os romanos estavam atacando de tudo o Cristianismo, e tentando fazer de tudo para tirar o mérito de Jesus com certeza escreveram esse livro de Judas, e sobre influencias do inimigo, anos depois descobriram esse livro, agora vejam, o inimigo de nossas almas mandam escreverem esse livro para que não acreditassemos que existe ele que faz as pessoas trair umas as outras mesmo que nao queiram e todos sabem disso, e sim que foi a pedido de Jesus para que mil anos depois cegasse um povo que nao sabia que foi os romanos que escreveram! boa jogada satanas!mas se fosse possivel os escolhidos seriam enganados, mas eu nao sou engano pois sou eleito e escolhido de Deus, por isso nao é possível me enganardes! um dia estive ja fora da direção de Deus e meu coração ficou na posição de traição, lutei com toda minha alma e a unica maneira de recuperar a fidelidade em minha alma foi voltando pra Jesus, senao as fortes influencias me conseguiriam! agora, tem aqueles como Judas que andavam com Jesus, que roubavam do tesouro do Templo(Judas), mas que não estavam em coração com Jesus, só tinha titulo! muitos estao na igreja, dizem ser de Jesus, mas só fazem o que o diabo manda, agora, são de Jesus ou do diabo!? vocês são racionais, pensem vós mesmos isso!

02 agosto, 2008  
Blogger Henry said...

Bom acredito q seja verdade pois naquela época a igreja era totalmente suja e podre como ainda tem muitas porai...Mas quem sabe realmente isso agora é somente os 2 pode ter certeza...Ninguem nunca sabera ao certo...Foram muitas coisas que aconteceram naquela época...

29 agosto, 2008  
Anonymous Anônimo said...

Olá.
Não se pode comparar um único manuscrito encontrado( no caso o de Judas)com os Mais de cinco mil, que hoje existem, do novo e do velho testamento, e que são comparados por especialistas que afirmam haver poqúissimas variações,equivalentes a milésima parte do texto, portanto não influindo em nada do seu conteúdo. Por que devemos crer mais nesse "evangelho" do que nos de Mateus, Marcos, Lucas e João? Qual o critério? Cristão ou ocultista? Basta ler os quatro e depois ler o de Judas...é como comparar um palácio com um chiqueiro, ambos possuem paredes,mas aí termina toda a similaridade. São mais de cinco mil manuscritos contra apenas UM encontrado! Não existe nenhuma cópia do evangelho de Judas para que se faça uma comparação sequer...existe uma sêde quase espiritual, uma gana incompreensível de destruir uma literatura belíssima,sem paralelo na história da humanidade, e que contribuiu para a mudança(para melhor)de bilhões de seres humanos; Católicos, Protestantes, Evangélicos e Judeus!!!!

14 julho, 2009  
Blogger Luiz said...

Como posso acreditar num evangelho em que "jesus" adentra uma sala e encontra seus apóstolos rezando fervorosamente... olha para eles e... começa a debochar e a gargalhar em altíssima voz. Não satisfeito, chama Judas("o iniciado")num canto à parte, e conta(só para ele)os "segredos",até então ocultos, "segredos" estes que o mundo já sabia há muito tempo(na Grécia, no egito,etc),antes de Cristo,como: reencarnação,autoconhecimento, etc. Ora, que boa nova(evangelho)é essa? Jesus veio falar de coisas que todo o mundo antigo já sabia... Por favor, leiam com atenção os quatro evangelhos da Bíblia e me digam se em algum momento Jesus apresentou tal comportamento. A beleza dos evangelhos é que Jesus veio para TODOS (universal=católico)e não só para uns poucos iniciados.A boa Nova da Ressurreição da carne e sua restauração eram realmente algo novo no mundo antigo e no atual !! Fiquem na PAZ e não creiam em coisas caducas que vêem à tona,hoje,com disfarce de novidade!!!!!!

O apóstolo.

14 julho, 2009  
Anonymous católico graças aDeus said...

A figura de Jesus é de tal dimensão intelectual,moral e psicológica que seria difícil a rudes homens da Galiléia inventá-la. Sua pregação não era apta a suscitar fácil entusiasmo: ao povo dominado pelos estrangeiros,Jesus ensinava o amor aos inimigos(Mt5,43s);proibia o divórcio,que era habitual em Israel(Mc 10,5-12);incutia a abnegação e a renúncia(Mt16,24-26)... Dificilmente um tal pregador teria sido endeusado se não hovesse realizado sinais que se impusessem aos discípulos. Quanto aos milagres em especial,se Jesus não os tivesse realizado,não se explicaria o entusiasmo do povo e dos discípulos, que sobreviveu à morte do senhor na cruz. Ao contrário, se admitirmos a historicidade dos milagres de Jesus,compreendemos o fascínio exercido pelo Mestre. E, por fim,como explicar que todos os apóstolos morreram barbaramente(Paulo foi decaptado,Bartolomeu esfolado vivo,Pedro crucificado de cabeça para baixo,e vai por aí à fora)por causa de uma "MENTIRA" e depois de terem visto Seu Mestre estraçalhado numa cruz? Pensem bem nestas coisas.

14 julho, 2009  
Blogger Luiz said...

Nos três primeiros séculos os cristãos foram implacavelmente perseguidos pelos judeus e,principalmente, pelos romanos. Estes pagãos, que cultuavam "deuses"que nunca existiram (deuses falsos),culpavam os cristãos por tudo que acontecia no mundo então habitado. Arrastavam os cristãos para a arena e jogavam aos leões para divertimento do Imperador e do público,isto porque os cristãos, com seu comportamento totalmente novo para aquele tempo (e para hoje também),incomodavam aquele paganismo que acreditava que a natureza era deus, que o sol era deus,o universo era deus,etc., e que o "eu" de cada um era deus. Assim cada um, através de sucessivas vidas, salvaría-se à si mesmo, aperfeiçoando-se. também que o universo continha uma bipolaridade (mal/bem-bem/mal),ou seja,era natural que existisse o bem e o mal, pois ambos se completariam. Tudo isso o cristianismo negou veementemente, não recuando nem diante da morte e das torturas, pois aquilo tudo não passava de sombras, trevas que o homem criava, antes da vinda de Jesus Cristo,para encontrar um caminho! Ora, o "evangelho de Judas" não é nenhuma novidade, muito pelo contrário,é fruto daquele pensamento atrasado dos pagãos que hoje volta a baila trajado de novidade. E pensar que pessoas ditas formadas, diplomadas, Phds,que só crêem na ciência e na tecnologia estejam indo atrás destas coisas... das duas,uma: ou estão querendo enganar-se a si mesmas,dizendo que há uma teoria da conspiração por parte da Igreja Católica que quer esconder grandes "segredos" ou,o que é pior,querem mesmo é caluniar e difamar a Igreja por puro preconceito por acharem que Ela os está a incomodar. Por favor, peço àqueles que por acaso se interessarem: Leiam os quatro evangelhos da Bíblia (Mateus, Marcos,Lucas e João)com muita calma,sem pressa,se atendo somente ao conteúdo da mensagem e esquecendo,por hora,as aparentes contradições e depois leiam, do mesmo jeito,o evangelho de "Judas" ou o de maria madalena, ou qualquer outro apócrifo. Qualquer pessoa sensata e sem preconceito algum com igreja ou religião vai ver a ENORME diferença que existe...não precisa nem ser teólogo ou cientista!!!!
Sabiam que 90% das pessoas que criticam a Bíblia, a Igreja, o cristianismo JAMAIS leram a Bíblia ou entraram numa igreja, ou se leram foi meio "por alto"? São escravos da mídia que está ficando mais bilhonária do que já é às custas de "mistérios" em torno da figura de Jesus, da Igreja e da Bíblia, vendendo "Dan Brown", "Anjos e demônios", Paulo Coelho (que só diz bobagens e abobrinhas revestidas de linguegem intelectualóide misturadas com "fé popular"), etc,etc,etc. As pessoas necessitam, tem verdadeira sêde de serem enganadas, é impressionante!
Já repararam que o "evangelho de Judas" foi lançado na mídia na semana santa, às vésperas da páscoa? Abram os olhos minha gente... esses evangelhos podem ter sido escritos por romanos,Judeus,gregos,egípsios... enfim...quantas possibilidades! Por Judas é que certamente não foi.

Fiquem com Deus.

24 julho, 2009  
Blogger Jabes said...

Informações pelo e-mail: mnome.vdor@hotmail.com
Trechos Extraídos do Livro: Providos para 2012! Autor: Jabes Rodrigues
Jesus está abrindo os selos que escondiam a história, mas estes papiros "Evangelho de Judas" não têm base, Judas se matou, fato testemunhado, ele tinha o peso do remorso e vejam isto foi escrito 300 anos depois, onde os agnósticos se proliferaram.
Surpreendente, Simples, Envolvente, Perturbador e Incontestável.
Na vida de uma mulher: a revelação dos mistérios do passado... A verdade por trás dos fatos do presente... A esperança no futuro.
Aos homens dirás, que: o teu nome vem de dor e está escrito numa carta branca que caiu do céu.
Pense neste livro como se fosse uma pimenta vermelha, é horrível na boca vai ardendo da língua ao estomago, mas é eficaz em queimar gorduras e desintoxicante, ótimo à circulação.
Você tem dúvidas sobre 2012? Leia o livro e não terá mais.
Advertência: contém páginas capazes de realmente transformar o mundo não apenas a vida de um único indivíduo.
Proibido para: gananciosos; egoístas; resignados com a miséria; conformes com guerras e violência; indiferentes com a fome do semelhante; adoradores dos prazeres da carne; alienados ao clamor da terra diante da devastação de florestas e extinção de ecossistemas; orgulhosos de seus títulos e poder; indesejosos de ver unida a humanidade numa só fé; contrários a verdadeira evolução da humanidade.
Indicação: sustento para fé operante.
“FIM DOS TEMPOS”; “ÚLTIMOS DIAS”; “ÚLTIMOS TEMPOS”; “FIM DOS DIAS”; “ÚLTIMA HORA”; “CONSUMAÇÃO DOS TEMPOS”; “O TEMPO DO FIM”, “FIM DOS FINS”, por muitos séculos estes termos foram usados sem o devido respaldo científico, ou seja, era uma ou várias situações que aconteceriam, ou, fatos que sucederiam culminando com o término dos tempos. Porém, é o que é literalmente: “o fim da contagem cronológica do tempo” que hoje usamos como medida de espaço e tempo (25.625 anos).
Os sinais estão no fim dos dias, não o fim dos dias estão nos sinais...
Não somos dos que retroagem... Mas dos que têm fé!
Agora as nações e todos os povos da terra sabem pela divulgação do ano 2012 e confirmações científicas (geofísicos, físicos, astrônomos, metafísicos, etc) que ciclos se completarão e fenômenos ocorrerão (em foco na mídia: Nostradamus, lenda indígena Americana dos Hopis, Monges Tibetanos, Maias, o segredo da Esfinge e o ciclo de Órion, explosões solares, inversão eixos sol e terra, etc), e cumprir-se-á a profecia proferida pelo Senhor Jesus que diz: “Os homens desmaiarão de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto as virtudes do céu serão abaladas”. Ou em outros termos mais corretos: “Os homens desfalecerão de medo, na expectativa do que ameaçará o mundo habitado, pois os poderes dos céus serão abalados”. (Significa que realmente haverá confirmação científica que as forças magnéticas e gravitacionais serão abaladas.) O bonito está no que seguem estas palavras de Lucas 21, 26... “E então verão o Filho do Homem vindo numa nuvem com poder e grande glória. Quando começarem a acontecer essas coisas, erguei-vos e levantai a cabeça, pois está próxima a vossa libertação”. Nações e povos da terra a liberdade já desponta nos céus, está chegando o Rei e Senhor Jesus, nossa liberdade está próxima, glória aos céus e venham os anjos nos fortalecer nesta breve vigia. Confio nessas palavras “E então”, são perfeitas, pois teremos a certeza e confirmação do que ameaça o mundo, entretanto, não que necessariamente se cumpram, porque Jesus poderá chegar antes. Livres vamos gritar, é hora, é agora: Vem, Senhor Jesus...

16 setembro, 2009  
Blogger Jabes said...

Informações pelo e-mail: mnome.vdor@hotmail.com
Trechos Extraídos do Livro: Providos para 2012! Autor: Jabes Rodrigues
Jesus está abrindo os selos que escondiam a história, mas estes papiros "Evangelho de Judas" não têm base, Judas se matou, fato testemunhado, ele tinha o peso do remorso e vejam isto foi escrito 300 anos depois, onde os agnósticos se proliferaram.
Surpreendente, Simples, Envolvente, Perturbador e Incontestável.
Na vida de uma mulher: a revelação dos mistérios do passado... A verdade por trás dos fatos do presente... A esperança no futuro.
Aos homens dirás, que: o teu nome vem de dor e está escrito numa carta branca que caiu do céu.
Pense neste livro como se fosse uma pimenta vermelha, é horrível na boca vai ardendo da língua ao estomago, mas é eficaz em queimar gorduras e desintoxicante, ótimo à circulação.
Você tem dúvidas sobre 2012? Leia o livro e não terá mais.
Advertência: contém páginas capazes de realmente transformar o mundo não apenas a vida de um único indivíduo.
Proibido para: gananciosos; egoístas; resignados com a miséria; conformes com guerras e violência; indiferentes com a fome do semelhante; adoradores dos prazeres da carne; alienados ao clamor da terra diante da devastação de florestas e extinção de ecossistemas; orgulhosos de seus títulos e poder; indesejosos de ver unida a humanidade numa só fé; contrários a verdadeira evolução da humanidade.
Indicação: sustento para fé operante.
“FIM DOS TEMPOS”; “ÚLTIMOS DIAS”; “ÚLTIMOS TEMPOS”; “FIM DOS DIAS”; “ÚLTIMA HORA”; “CONSUMAÇÃO DOS TEMPOS”; “O TEMPO DO FIM”, “FIM DOS FINS”, por muitos séculos estes termos foram usados sem o devido respaldo científico, ou seja, era uma ou várias situações que aconteceriam, ou, fatos que sucederiam culminando com o término dos tempos. Porém, é o que é literalmente: “o fim da contagem cronológica do tempo” que hoje usamos como medida de espaço e tempo (25.625 anos).
Os sinais estão no fim dos dias, não o fim dos dias estão nos sinais...
Não somos dos que retroagem... Mas dos que têm fé!
Agora as nações e todos os povos da terra sabem pela divulgação do ano 2012 e confirmações científicas (geofísicos, físicos, astrônomos, metafísicos, etc) que ciclos se completarão e fenômenos ocorrerão (em foco na mídia: Nostradamus, lenda indígena Americana dos Hopis, Monges Tibetanos, Maias, o segredo da Esfinge e o ciclo de Órion, explosões solares, inversão eixos sol e terra, etc), e cumprir-se-á a profecia proferida pelo Senhor Jesus que diz: “Os homens desmaiarão de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto as virtudes do céu serão abaladas”. Ou em outros termos mais corretos: “Os homens desfalecerão de medo, na expectativa do que ameaçará o mundo habitado, pois os poderes dos céus serão abalados”. (Significa que realmente haverá confirmação científica que as forças magnéticas e gravitacionais serão abaladas.) O bonito está no que seguem estas palavras de Lucas 21, 26... “E então verão o Filho do Homem vindo numa nuvem com poder e grande glória. Quando começarem a acontecer essas coisas, erguei-vos e levantai a cabeça, pois está próxima a vossa libertação”. Nações e povos da terra a liberdade já desponta nos céus, está chegando o Rei e Senhor Jesus, nossa liberdade está próxima, glória aos céus e venham os anjos nos fortalecer nesta breve vigia. Confio nessas palavras “E então”, são perfeitas, pois teremos a certeza e confirmação do que ameaça o mundo, entretanto, não que necessariamente se cumpram, porque Jesus poderá chegar antes. Livres vamos gritar, é hora, é agora: Vem, Senhor Jesus...

16 setembro, 2009  
Anonymous Fernando said...

Existem pessoas que adoram adivinhar quando será o fim do mundo, inventam até seitas baseadas nesse tema. Todos os que tentaram foram desmoralizados pelo tempo. Exemplos: "Testemunhas de Jeová", "Adventistas do sétimo dia". Estes marcaram por várias vezes a data do fim do mundo e foram desmascarados (anos 1800, tempo em que suas "igrejas" foram inventadas), mas estão aí, até hoje, enganando os outros e sendo enganados! São cegos a guiar outros cegos como dizia nosso Senhor Jesus Cristo. Aliás, Jesus foi bem claro quando afirmou que o dia e a hora do final dos tempos ninguém o sabe, nem os anjos do céu, mas somente o Pai! E disse mais: "Não cabe a vós saber".Que bíblia essas pessoas lêem ?!?! Não dá para entender... palavra de honra! Ou são lunáticos ou estão querendo ganhar fiéis a custa de medo ! Conheço um pastor Jabes da assembléia de Deus...será que é ele? Não creio, pois aquele me parece um homem sério... ele não ia misturar Nostradamus com bíblia,ciência,evangelhos apócrifos,enfim... acho que não faria uma salada dessas não...seria o fim do mundo (aí sim)alguém se dizer pastor e ao mesmo tempo desencaminhar as ovelhas. Os lobos vorazes estão por toda parte, mais atuantes do que nunca, e já estão devorando muitas ovelhas do rebanho sem que elas percebam. Jesus previu isto, Ele cansou de avisar; e quando algum falso profeta começa a falar essas falsidades, aí sim, é sinal de que o tempo está próximo, às portas, contudo, não sabemos o dia exato.
A Igreja de Jesus Cristo é uma só e está no mundo há dois mil anos. Ela não tem 30, 60, 120, 400, nem 500 anos e nem está dividida em milhares de "igrejinhas" fundadas pelos homens, mas Ela tem 2000 anos!
MUITO CUIDADO COM ESTES FALSOS PROFETAS, MINHA GENTE !

06 outubro, 2009  
Blogger jose said...

Judas foi tão traidor que fez um manuscrito falando mau de Jesus quem ele traiu, isso já era de se esperar, pois se tem que fazer o serviço tem que ser bem feito! Judas pode ter pensado assim, Judas pode ter sido ou foi uma mente brilhante, muito esperto, a falsidade foi tanta que se matou... Concordo que Judas faça parte do que a Bíblia chama: FALSO PROFETA.

25 novembro, 2009  
Blogger PERITO said...

Há na História Das Literaturas Universais muitas narrativas que fazem parte das culturas dos povos e manifestam a mistica positiva quanto a mistica negativa e ainda outras que considero como filosofias pejorativas que nos levam a lugar nenhum. Nas áreas da Filosofia, religiões e ciências existem pontos a serem considerados e absorvidos pela humanidade por serem fatos comprovados e há outros para os quais ainda não há um consenso coletivo pois, todos somos pessoas de diferentes opiniões sobre certos aspectos para determinadas colocações sobre alguns assuntos misteriosos.
Em relação ao Evangelho de Judas, todos devemos analizar e reter o que é bom e abandonar os erros. Sei que mesmo sendo o Judas iscariotes sabemos que deveria ter alguma virtude. Tenho um livro "A PROSOPOPÉIA DA TEOLOGIA E O PARADOXO DOS GêNIOS" onde comento casos de descobertas e nomeações feitas pela "teologia" e impostas as nações pelos cleros da idade das trevas.
Ainda sobre a arqueologia, respeito muito os arqueólogos sérios e que verdadeiramente amam sua atividade e não se dão aos $ ou € e muito menos as falsificações.
Com toda certeza há muitos outros documentos que ainda serão descobertos e devem ser analizados por profissionais-humanos, não partidaristas de qualquer que sejam as denominações, e que estejam comprometidos com o fluxo da informação seja ela de qualquer natureza. Por isso, declaramos que as trevas já passaram. Não somos mais surdos, cegos ou mudos. Já conquistamos a liberdade; a capacidade de observar, analizar, concluir e conceituar com humildade as literaturas universais e já não somos mais meninos. Em toda a trajetória da humanidade sempre houve e sempre haverá os comprometidas com a verdade e os que, naquele período, julgavam estarem certos e agora só o que lhes resta é lamentar por haverem erroneamente matado os loucos-gênios cujas idéias muito nos servem hoje.

22 junho, 2010  
Anonymous Kaka said...

Ihhhhh ...

27 julho, 2010  
Anonymous Fernando said...

Perito disse : "... casos de descobertas e nomeações feitas pela 'teologia' e impostas às nações pelos cleros da IDADE DAS TREVAS. Por isso declaramos que as tervas já passaram ...".

Esses "estudos", hoje em dia, se encontram ultrapassados e já estão virando verdadeiros "chavões". Vejamos:

Muitas vezes vemos ser usado o termo "Idade Das Trevas" para se caracterizar a Idade Média cristã; é um grande absurdo e preconceito contra este tempo e contra a Igreja, além de ser um grave erro histórico.
A Idade Média não foi um período de desorganização política, econômica e cultural; não foi um período de desprezo da razão e da morte do saber e da ciência. Essas mentiras absurdas e anti-históricas, foram inventadas pelos filósofos iluministas, que, acreditando serem eles os "iluminados" pela "deusa da razão" que entronizaram na Catedral de Notre Dame de Paris, na época da Revolução Francesa (1789); odiavam a Idade Média por ser este o período em que a Igreja Católica mais exerceu a sua boa influência no mundo.
Para os "iluministas", a Idade Média foi a idade do atraso, onde o conhecimento era reservado a poucos; o saber dominado pela Igreja, que assim dominava o povo ignorante com superstições e misticismos; e que cientistas eram assassinados e "grandes filósofos" calados nas fogueiras da Inquisição, etc...
Lamentavelmente esta triste e injusta mentalidade ainda existe hoje em nossas universidades, embora amplamente desmentida pelos historiadores modernos. Vejamos o testemunho de um agnóstico:

O Professor Léo Moulin, que foi cinquenta anos docente da Universidade Maçônica de Bruxelas, Universidade fundada para fazer frente à Católica de Louvain, era filho filho de família agnóstica, anticlerical, voltada para o socialismo. Moulin falou como agnóstico, respondendo ao jornalista italiano Vittorio Messori, que o entrevistou. Eis o que declarou :
"O século XIII, vértice da sociedade medieval, é um dos pontos mais altos e luminosos da história do Ocidente ou mesmo da humanidade. Em poucos decênios, tivemos tivemos Giotto, Dante, Tomás De Aquino, mil catedrais (...)". MOULIN RI DO MITO DOS "SÉCULOS OBSCUROS".

Os estudiosos contemporâneos que têm estudado os documentos e monumentos medievais vêm trazendo à tona testemunhos que dissipam os preconceitos sobre a Idade Média e põem em relevo a sua grandeza. Jacques Le Goff, não católico, por exemplo, historiador francês especialista em Idade Média, mostra em seus livros uma visão totalmente diferente dessa de muitos acadêmicos anticatólicos.
Aconteceram males ? Aconteceram, e reconhecemos isso. Mas nem de longe na dimensão que tentam nos fazer crer !!

Meu caro Perito, tente se aperfeiçoar mais ( ficando mais perito ainda ). Estude os especialistas de hoje em Idade Média, como por exemplo : Dr. Thomas Woods, Phd de Harvard (2005), A.C. Crombie, David Lindberg, Edward Grant, Stanley Jaki, Thomas Goldstein, J.L.Heilbron, Rodney Stark, Kenneth Pennington, Daniel Rops e muitos outros que mostram a GRANDE contribuição da IGREJA para o desenvolvimento de nossa atual civilização.

27 julho, 2010  
Anonymous Fernando said...

Temos agora cerca de 25.000 textos e fragmentos antigos que confirmam a legitimidade da narrativa bíblica. Talvez haja um motivo pelo qual encontramos apenas uma cópia do Evangelho de Judas em uma lixeira de uma caverna abandonada. Assim como Judas traiu a Jesus Cristo, esse evangelho traiu a verdade de Deus.

13 maio, 2011  
Blogger Voip Telmaxi said...

Os sentimentos de Judas eram impelidos por Satanás, cujo desejo não era da morte de Cristo e sim a manivestação de seu poder. Quando o traiu, imaginava que Ele revelaria sua Gloria e não aceitaria a humilhação, Jesus já havia passado tentação semelhante no deserto. Vendo que os planos de Cristo não eram só terrenos, não teve a humildade de se arrepender e receper perdão, antes se remoeu em remorso, e preciptou-se.
"Se o grão de trigo caindo na terra não morrer, fica Ele só, mas se morrer dá muito frutos" Palavras do Mestre.

31 julho, 2011  
Anonymous Anônimo said...

isso é uma heresia,si judas tive-se feito esse manuscrito a biblia não teria dito que judas morreu enforcador depois de trair jesus,então essa historia e uma farça por ate ser que tenham encontrado um manuscrito,dizendo que foi o de judas scariotis,pra mim não existe,é tudo heresia.então a biblia está sendo uma mentira ? vc não sabem de nada

02 maio, 2012  
Anonymous Anônimo said...

pPURA FALACIA DESPROVIDA DE COMPROVAÇÃO CIENTIFICA E RELIGIOSA ESSE RIDICULO EVANGELHO DE JUDAS => NESSES FINAIS DE TEMPOS EM QUE VIVEMOS E COMUM MENTIRAS E SURGIMENTO DE BOBAGENS COMO ESSA APARECEREM PARA ABALAR A POUCA FÉ DAQUELES QUE A POSSUEM => OS VERDADEIROS SEGUIDORES DE CRISTO FICARAO INABALAVEIS ATE SUA SEGUNDA VINDA COMO PALAHAÇADAS COMO ESSA E OUTRAS SERÃO ETERNAMENTE APAGADAS

11 maio, 2012  
Anonymous TecTavio said...

Religiosidade, espiritualidade e tudos mais não passam de um grande golpe publicitário bem elaborado para arrastar almas ignorantes aos pés de mestres e seres mediúnicos que não passam de pessoas como todos nós!!!!
Jesus realmente é um dos maiores desses golpes! Pena que ele não teve tempo pra ganhar seus royalties!

07 julho, 2012  

Postar um comentário

<< Home