sábado, fevereiro 18, 2006


A marcha dos pingüins é a dura saga, de centenas de pingüins imperadores, desde sua saída do mar, caminhando milhares de milhas de distância pelo continente até o local onde procriam há milênios. Fêmeas e machos se alternam na obrigação de cuidar dos filhotes. Enquanto um choca o ovo, o outro vai até o mar para pescar e voltar a tempo de alimentar o filhote . Uma demora ou um erro pode causar a morte do filhote, por causa da fome ou do frio. No caminho enfrentam predadores, temperaturas baixas, ventos congelantes, através das águas profundas e perigosas. No documentário, o diretor contou uma história usando animais como “elenco”. Os bichinhos falam. Ele mostrou um olhar sentimental e não uma visão científica. Seu objetivo não era ser descritivo, mas sim gerar simpatia. O filme mostra conceitos monogâmicos e laços familiares e a batalha entre a vida e a morte. O grande mérito do filme é combinar com perfeição os elementos dramáticos com seqüências comoventes. Me deu vontade de ver quando assisti o making of. Vamos ?

http://www.fabricadequadrinhos.com.br/indexo.php?conteudo=antimateria&id=5741

Marco Aurélio

5 Comments:

Blogger W. F.C. said...

Vou "linkar" seu blog no BLOG DO ROTEIROCINESCOLA, OK? abraço

19 fevereiro, 2006  
Anonymous Priscila Bruzaferro said...

nossa que povo troxa da vontade de fazer o mesmo com eles e a familia deles.

19 fevereiro, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

O comentário da priscila foi sobre o uso de peles para casacos.

20 fevereiro, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Põ esse filme deve ser super legal. . .Um longa desses eh que realmente vale a pena vc ver,tudo o que envolve animais nos cria uma certa curiosidade naum eh mesmo??
Nossa Marco Aurelio to adorando
ter aula com vc eh super divertido. . .Há naum va se esquecer que amanha a Raphaela tem de contar a piada la na sala viu. . .
Bjokas
LOREDANA 8ºA "Rui"

21 fevereiro, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Obridado. Não vou esquecer da piada da Raphaela.

TDB

21 fevereiro, 2006  

Postar um comentário

<< Home