segunda-feira, setembro 11, 2006

Dia D

Hoje faz exatamente 5 anos que dei entrada nos papeis de financiamento de meu apartamento. Estava voltando da Caixa Econômica Federal e quando cheguei na casa de minha mãe e abri a porta da sala, me deparei com a imagem, numa televisão de 29 polegadas ligada na CNN, dos aviões batendo no World Trade Center. Pensei que fosse algum novo filme B de ação dos EUA, só que as imagens eram muito reais. Vou assistir esse filme, pensei. Só depois de alguns minutos que me dei conta do que estava acontecendo. Acho que só daqui há alguns anos que vamos ver as dimensões do que foi esse incidente e de como o declínio Estadunidense começou ali. Acho que os Ianques deviam se lembrar também dos mortos do Vietnã, Iraque, da Nicarágua, e de outras matanças que eles promoveram. Sem falar nos regimes ditatoriais que se instalaram na América Latina com o apóio do Tio Sam. O número de vítimas foi bem mais elevado do que a dos atentados as torres gêmeas. De qualquer jeito sempre os inocentes é que morrem, como no caso do WTC. Pelo menos para mim foi um dia muito bom. Dia D. Dia duplamente importante.

Clicando aqui você vê exatamente as imagens que vi quando abri a porta.

21 Comments:

Anonymous Carmen said...

Marco:

Veja que ironia: depois de cinco anos achando pouco e bom esse tal 11 de setembro, ontem - pela primeira vez - tive compaixão dos estadunidenses. Uns chamam terrorismo, outros "lei do eterno retorno". Eu não sei de nada. Só sei que alguma coisa tinha mesmo que mudar. Lamentável que esse tenha sido o meio...

Beijo.

P.S. Favor apagar o anterior. Como sempre...

11 setembro, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Carmen

Fica difícil ter compaixão por um povo que apóia as barbáries dos EUA nos últimos tempos. Todos os atos terroristas norte americanos nunca ocorreriam sem no mínimo a conivência dos estadunidenses.

Bj.

11 setembro, 2006  
Blogger hfm said...

Obrigada pela visita. Tb eu senti que estava a ver um vídeo.

11 setembro, 2006  
Blogger Nuvem said...

Pois eu lembro bem esse dia! Tava em casa de férias sentada no sofá a ver tv entretanto passei o canal pra rtp 1 e tava a dar a imagem ja da primeira torre com os comentarios do jose rodrigues dos santos... Entretando vejo outro aviao entrar na torre mas pensei ke era a repetição do primeiro a entrar na primeira torre kuando oiço ele a "gritar" meu deus e entrou outro na segunda torre em directo.. Aí reflecti o ke tava a acontecer... Foi um xoke! **** Bjs

11 setembro, 2006  
Blogger andreia said...

brigada pelo comentario no meu blog.
penso que todos nos ficamos chocados com tudo o que se passou e do comentario que esta em cima, ter pena deles??? nao nao tenho tenho pena e dos inocentes que por causa deles teem de pagar e por vezes de uma maneira assustadora.
jinhos

11 setembro, 2006  
Blogger WAPTE said...

Beleza!

Não tenho a mínima pena daqueles ricaços lá das torres. É dali que sai dinheiro para os EUA e os isrelenses destruirem a liberdade do povo Palestino. Ter dó de um povo que vibrou com o massacre de Hiroshima e Nagasaki. Pergunto a vocês, quantos morreram nesse dois atentados dos terroristas norte-americanos?. Além disso hoje temos mais motivos para comemorar. A justiça brasileira sempre conivente com os criminosos absolveu o maligno coronel ubiratan. O doutor coronel deputado responsável pela morte dos 111 do Carandiru. Pois bem, uma alma caridosa o levou mais cedo desta para pior porque o desgraçado vai "pocar no inferno".
Que outros implicados tenham morte igual.

11 setembro, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Pai

Ubiratan foi morto com um único tiro, que o atingiu debaixo do mamilo direito e saiu pelas costas. Já suas vítimas morreram com vários tiros e mordidas de cachorrros.Ele estava deitado de barriga para cima, coberto apenas por uma toalha. Morreu como um veadinho. Quando os Ianques bombardearam Hiroshima e Nagasaki a guerra já tinha acabado. Queriam mostrar força para o resto do mundo. Em algum momento teriam mesmo que se fud...

Beijão cara.

11 setembro, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Marco... mais uma vez você me inspirou. Escrevi sobre o mesmo tema lá.

11 setembro, 2006  
Anonymous sednaa said...

Sem dúvida um dia negro, e estão sempre a passar na tv para quÊ se na realidade não é bem comos e fala por aí. Não vejo necessidade de estars empre a dar o mesmo, é aterrorizante.

11 setembro, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Marco, obrigada pela tua visita. Os que estavam nas torres aquela hora eram quase todos trabalhadores. Eu ainda me compadeço de vítimas seja do que for. Mas, claro, que o comum do americano não pode dizer

11 setembro, 2006  
Anonymous Anônimo said...

comentário saiu sem q o tenha terminado

não pode dizer, em consciência, que não é corresponsável pelo que o seu governo faz. Vota ou abstem-se e ao fazê-lo contribui para toda e qualquer decisão. Nunca pensei que Bush fosse reeleito...mas foi...

Abraço

11 setembro, 2006  
Blogger Lua dos Açores said...

Os comentários anteriores são de Ana Loura
www.luadosacores.blogspot.com

11 setembro, 2006  
Blogger Miguel said...

Marco Aurélio,

O dia em que o medo mudou o Mundo!

Obrigado pela visita e comentário n´A Minha Matilde!

Os meus parabéns pelo teu blog!
Vou passar por cá mais vezes!

Bjks da Matilde

Podes Visitar-me em:
http://umsonhochamadomatilde.blogspot.com
http://aminhatshirt.blogspot.com
http://asreceitasdaligia.blogspot.com

11 setembro, 2006  
Anonymous aLqUimISta said...

ola

Churchill disse um dia que "é preciso que algo mude para que tudo fique na mesma".

Os verdadeiros culpados continuam a governar

forte abraço

http://os100ideias.blogspot.com/

11 setembro, 2006  
Blogger Dois em cena said...

Todos cavando suas próprias sepulturas!

11 setembro, 2006  
Anonymous J. B. said...

Certamente, está Rádio Magallanes será calada e o metal tranqüilo de minha voz já não chegará até vocês. Isso não é importante. Vocês continuarão a ouvi-la. Ela estará sempre junto de vocês. Pelo menos minha lembrança será a de um homem digno que foi leal para com a Pátria.
O povo deve defender-se, mas não se sacrificar. O povo não pode deixar-se arrasar nem se deixar balear, mas tampouco pode humilha-se. Trabalhadores de minha Pátria, tenho fé no Chile e em seu destino. Outros homens hão de superar este momento cinza e amargo em que a tradição pretende impor-se. Prossigam vocês, sabendo que, bem antes que o previsto, de novo se abrirão as grandes alamedas por onde passará o homem livre, para construir uma sociedade melhor.
Viva o Chile! Viva o povo! Viva os trabalhadores! - disse Salvador Allende, em 11 Setembro de 1973, pouco antes de ser assassinado pelos fascistas de Pinochet, com apoio da CIA. Para que não esqueçamos!

11 setembro, 2006  
Blogger pm said...

É sempre triste quando guerras e tragédias vitimam inocentes.
Um abraço
PM

11 setembro, 2006  
Blogger Luigi Mario said...

Eu estava a trabalhar, e quando ouvi que um aviao tinha atingido as Twin Towers pensei que tinha sido uma avioneta ou algo assim... só horas depois é que me dei conta realmente da dimensão do acontencimento... e em directo é sempre diferenete...toda a gente vÊ :| ao contrário do que se passa em todo o mundo todos os dias escondido de todos nós.

12 setembro, 2006  
Blogger Kafé Roceiro said...

Sobre esse assunto pensamos exatamente da mesma maneira. abraços.

12 setembro, 2006  
Blogger WAPTE said...

Caro j.b.

Confesso que sua reprodução das palavras do grande Salvador Allende me emocionaram. Foi bom porque há muito minhas lágrimas secaram e hoje não pude deixar de verte-las ao ler suas reproduções das palavras finais de Allende antes de ser vergonhosa e covardemente assassinado por seus algozes 111, ligados ao imperialismo norte-americano.Assim graças a sua lembrança o dia de ontem foi um dia magnifico de comemorações: a eliminação do bandido 111, a comemoração da data em que se mostrou que os norte-americanos podem ser derrotados e que Salvador Allende esta´redimido já que o pinochet está na tábua da beirada, lugar de onde nunca deveria ter saido.
obrigado j.b.

12 setembro, 2006  
Blogger Gioconda said...

Oi amigo... obrigado pela tua visita no meu blog... eu não tenho pena dos americanos... eu tenho pena dos milhares de pessoas que morreram sem culpa nenhuma, tal como tenho pena dos outros milhões que morrem todos os dias.
Mas foi dramático disso não há duvida nenhuma.
Um abraço estou a gostar muito do teu blog.

12 setembro, 2006  

Postar um comentário

<< Home