sábado, setembro 02, 2006

Sitting on a park bench ...

Alguns alunos viram o Link do post anterior e disseram que o Jethro Tull tocando aquela ”musiquinha” é até legal, mas o bom mesmo é rock and roll.Vai ai então o mesmo Jethro em uma música que nunca vai se perder na história do rock .Escute Aqualung . Segura que isso ai é rock and roll!


Já ia me esquecendo. Pediram também uma indicação de um Black Sabbath da minha preferência. Mando uma em homenagem ao meu primo Arthur. Conhecem Hole in the sky ? Esta é mais uma das músicas de que me lembro quando na adolescência saia de carro a noite em direção ao mirante do "alto da Afonso Pena". Se alguém quiser as letras clique aqui ou aqui . Sugiro que o Alex trabalhe com seus alunos a tradução de Aqualung.

10 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Ô Marco,tá pegando pesado,heim?Muito bom!
Quando vi o link anterior eu logo cliquei no Jethro Tull e senti o "peso" do cara.
É como eu disse,esse post vai perpetuar,viu?E olha que não faço parte dessa "tribo jovem",mas eu gosto do som.

Amém!!!

02 setembro, 2006  
Anonymous Carmen said...

Ei, Marco...

Só vim dizer que acho bonito esse respeito que você tem pelos adolescentes. Aparentemente sua relação com eles ultrapassa a matemática e você se permite aprender também. Ser educador é isso, né?

Mui bueno...

02 setembro, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Anônimo

O Jethro Tull não é um cara é um grupo. O nome vem de um personagem do Charles dickens. Eu apesar de estar próximo dos 40, dia 6 ainda mais, faço parte dessa "tribo jovem".

Carmen

Tento respeitar ao máximo meus alunos. Me considero um deles. Esse é um dos motivos pelos quais não deixo me chamarem de professor. Minha relação com eles realmente vai muito alem da matemática. Não quero ser professor.Tento ser educador.

Bjs

02 setembro, 2006  
Anonymous Carmen said...

Vivaaaaaaaaaaaa!!!!
Respondeu!!! :-D

02 setembro, 2006  
Anonymous douglass.amorim said...

olá, bacana essa musica(aqualung).

você nao responde mais os comentarios?

eu ja fui seu aluno, hein!

mas ai, você falou tanto, que eu fiz a primeira etapa da OBMEP.Tava um pouco dificil, mas deu pra encarar.

agora, vamos ver a segunda!

um abraço, valeu!!!!!

02 setembro, 2006  
Anonymous Carmen said...

Não faço idéia de quem seja, mas observadora que sou, já notei que o anônimo que escreveu aí é na verdade uma anônima...

É impossível ser totalmente anônimo ultimamente.

02 setembro, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Douglas

Sinto muita saudade de você cara! Tá fazendo a maior falta lá no Pedro II. Tenho certeza que se você quiser será um grande matemático um dia. A OBMEP é mole para se vc se preparar. Se quiser ajuda! Apareça lá um dia desses.

Um Abraço

Carmen

Como que você notou que o anônimo que escreveu aquí é uma anônima?

Bj!

03 setembro, 2006  
Anonymous Michael Meneses said...

Realmente Jethro Tull e Black Sabbath são boas indicações.

Jethro Tull eu fotografei em 2004 e o ex vocalista do Black Sabbath o DIO eu fotografei algumas vezes ambos para a Revista e site da Rock Press.

Abraços

03 setembro, 2006  
Anonymous Carmen said...

Oi, Marco... bom dia.

Estou muito feliz porque eu achei que meu computador estava estragado. Tentei ligá-lo há uma hora e ele fez um barulho estilo "iminência de explosão". Assim sendo, estou feliz em estar escrevendo aqui, porque isso significa que está tudo bem com ele.

Bem, eu notei que o anônimo é anônima fazendo uma análise do discurso dela aí a partir das postagens anteriores. Até achei um estilo de escrita parecido com o meu, foi por isso que me chamou atenção.

Observe bem que ela escreve os adjetivos que se referem a ela mesma no feminino. Na postagem anterior ela comentou algo sobre tentar não ser "eclética". Mas não se espante. Sabe qual foi a técnica que usei para análisar as entrevistas que fiz para dissertação? Análise do discurso... :-D ... daí essa mania...

Beijo.

03 setembro, 2006  
Blogger Alex Manzi said...

Coréio!

Sugestão anotada. Trabalhar música em sala, apesar do tempo exíguo, é bem bacana. Ainda mais Jethro Tull. Aprendi muito inglês traduzindo e entendendo as canções que ouvia.

Ósculos folk-progressivos!

p.s.: ouvi falar de uma outra versão para o nome Jethro Tull. Trata-se, dizem, do nome de um instrumento usado na agricultura em meados de não-sei-qual-século...

03 setembro, 2006  

Postar um comentário

<< Home