quarta-feira, maio 24, 2006

Soninha no Boatemática

Muito se lembram de Soninha na MTV, onde trabalhou por dez anos e por ter declarado que fumava maconha numa entrevista na Revista Época. A declaração nesta revista gerou muita polêmica e a sua demissão da TV Cultura. Hoje escreve ela numa coluna semanal no caderno de esportes da Folha de S.Paulo e trabalha como comentarista de futebol na Rádio CBN. Mantém um blog na Folha. Fiz um comentário no seu blog e ela me respondeu. Acho-a uma mulher inteligente, com bons posicionamentos políticos, mas falar que “o Tri pode ter alegrado as pessoas, distraído momentaneamente, mas não ajudou em nada a ditadura” foi um tremendo equívoco. Torturas, prisões, assassinatos e outras arbitrariedades foram abafadas pelo clima de euforia que os militares fizeram questão de intensificar. Hoje vivemos problemas sociais e políticos muito graves e espero que o governo Lulla não tente fazer o mesmo com o Hexa, se a seleçinha for campeã é claro.

23 Comments:

Blogger Juvencio de Arruda said...

Também osto da Soninha mas concordo com voce.O tri ajudou sim,a festa da ditadura.Abs

24 maio, 2006  
Blogger Ito said...

Também gosto da Soninha, principalmente qaundo ela esta na Tv Cultura.
No momento da copa, somos dobermans do sistema. Treinados para aderir ao ócio político num momento de euforia.
ABRAÇOS!

24 maio, 2006  
Blogger Kafé Roceiro said...

O único problema da Soninha é que ela vive numa sociedade hipócrita e que não se pode falar nem agir como se quer. Se nós fôssemos mais verdadeiros e menos preconceituosos ela teria todo o valor que merece e estaria quem sabe num cargo à sua altura na Rede Globo (que é a mais elitista).
Abraço,
Kafé.
(Me linka aí na sua casa.)

24 maio, 2006  
Anonymous douglass.amorim said...

legal, interessante como no mundo
da telinha, cada palavra, cada revelaçao, compromete totalmente sua vida profissional.

24 maio, 2006  
Blogger JCM said...

ja dizia não me lembro quem, de pão e circo ao povo e ele não te incomodará, e ai estamos, passando por uma recessão tremenda, juros altos, consumo freado, demissão em todos os setores, mas nós como bons brasileiros que somos, estamos contetes pois temos, bolsa escola, vale gas, e somos o favorito pra copa, somos um pais perfeito. tão perfeito que a unica classe realmente organizada e unida é bandido.
Tenho dito "o maior problema do Brsil é o brasileiro"

24 maio, 2006  
Blogger Assur said...

Cá como aí, a diferença não é muita. Talvez por o sangue ser o mesmo.

Abraço

24 maio, 2006  
Blogger Nuno Q. Martins said...

Caro Marco Aurélio;

Agradeço a sua visita ao meu blog e a questão interessante que me colocou sobre a relação "política-futebol" em Portugal.

Atente-se, a quem possa eventualmente ler estas linhas, que me irei referir apenas ao caso português, podendo, a realidade ser semelhante no Brasil, assim como, noutros pontos do globo.

Os tempos do "Estado Novo" (ditadura de António Oliveira Salazar) que terminou com a "revolução dos cravos" em Abril de 1974, eram caracterizados pelos "3 F´s", a saber: Fátima, Futebol e Fado. Num país onde pontificava a miséria, o povo encontrava refúgio na fé, onde a aparição de Nossa Sra. de Fátima fazia acreditar que as terras lusitanas seriam sagradas. Quanto ao fado, é um movimento musical típico português, com correntes marcantes como a Lisboeta e a Coimbrã onde, à semelhança da fé, se cantavam as lamúrias de um povo oprimido. Por último, nesta minha breve análise, o futebol. Esse desporto de massas que fez Portugal sair do seu cantinho à beira-mar plantado, rumo a uma Europa rendida ao enorme poderio futebolístico do Sport Lisboa e Benfica de Eusébio que, na década de 60 (mais precisamente em 1966), foi a estrutura da selecção portuguesa que alcançou um brilhante 3º lugar no mundial em Inglaterra, num percurso verdadeiramente épico que só terminou aos pés da politicamente poderosa anfitriã do evento.

Por aqui se percebe a influência do futebol junto do povo. Sendo o regime fascista caracterizado por um enorme apelo ao orgulho pela pátria, o futebol era assumido como uma bandeira desse mesmo orgulho, sendo porta-estandarte de um nacionalismo que não encontrava noutros sectores motivos de afirmação.

Actualmente, o futebol português é dominado por 3 clubes que disputam entre si a maioria dos adeptos: Benfica, Sporting e FC Porto. Outros clubes de dimensão mais regional tentam emergir. No entanto, os poderes instalados favorecem os "três do costume", fazendo com que a lógica de domínio se acentue. De braço dado com o futebol, ou melhor dizendo, com esses "três", está o poder político.

Senão, atente-se ao exemplo de José Manuel Durão Barroso, ex- Primeiro Ministro Português e actualmente Presidente da Comissão Europeia que, aquando da campanha para as eleições legislativas que viria a vencer, conseguiu que o Presidente do Benfica (clube com mais adeptos em Portugal) dissesse aos microfones de toda a comunicação social: "O Benfica apoia o PSD (Partido Social Democrata de Durão Barroso)".

Este é apenas um exemplo entre muitos outros que poderia dar. Em Portugal, os políticos usam o futebol para ganhar popularidade. O contrário também acontece, ou seja, dirigentes desportivos que, à conta da popularidade angariada no futebol, acabam por enveredar por carreiras políticas.

Não vejo grande mal nisso desde que as pessoas tenham, de facto, qualidades. O grande problema é que na maioria dos casos, o futebol e os partidos políticos são capas que escondem as fragilidades de formação dos indivíduos que acabam por prestar um péssimo serviço tanto a uma como a outra causas.

Cumprimentos.

24 maio, 2006  
Blogger Jo said...

[OFF-TOPIC]

Marco Aurelio..

Minhas sinceras desculpas de naum ter mandado a foto no horario q vc marcou..

Soh pro c ter ideia .. eu nao tava
achando o cabo usb do celular.. Tive que ir la em santa luzia pegar um de um familiar huahuaha

mais ta aii:

http://img114.imageshack.us/img114/6797/24050608345jj.jpg

E

http://img114.imageshack.us/img114/2031/24050608355gs.jpg..

Teh Mais!

24 maio, 2006  
Blogger B R E N A said...

Mensalão? Dinheiro na cueca, na mala... Ambulância??? Esquece. É por isso que essa PORRA dessa Copa do Mundo é tão valorizada por aqui... vai ver se alguém lembra disso depois da Copa!
(desculpa o palavrão)

24 maio, 2006  
Blogger Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba said...

Meu pai falava muito mal do futebol no Brasil, em razão do mal que ele fazia aos brasileiros. Isso lá nos anos 60/70, ele reclamava doido da vida, a chegada do Sabin, criador da vacina contra a Poliomielite no aeroporto de São Paulo, sem as devidas honras para recebê-lo... Que o homem que livrou as pessoas dos estragos gerados por uma doença terrível, podia viajar por território brasileiro no mais total anonimato e que bastava chegar um jogador de futebol em um saguão de aeroporto, para o transito fechar...
Me criei escutando coisas desse tipo e como é de se esperar, futebol para mim não é esporte. É catarse, utopia, delírio... Tal qual é a possibilidade de reeleição do famigerado MOLUSCO...
No dia em que o Brasil não conseguir se classificar para uma copa do mundo, o povo brasileiro terá mais chance de tornar-se mais politizado e com mais chances de educação, cultura, saúde...
O Brasil teve a coragem de aceitar que um jogador de futebol tivesse seu ofício transformado em profissão, antes mesmo dos BIÓLOGOS... Um biólogo, formado em uma universidade brasileira, não era nada, mas um jogador de futebol, podia dizer-se um PROFISSIONAL... Dá pra respeitar???

Beijinhos!!!
Cris

25 maio, 2006  
Anonymous Juliana Schiavo said...

Ei Marco Aurelio!

Bom vo ser sincera e te falar que eu não ligo muito para eleições e condidatos nem nada disso!
Agora a copa vai ser na mesma epoca das eleições e eu acho que os brasileiros que vão votar sem nem saber o que o candidato está querendo fazer pelo nosso país e acredito que pode aconteçer a escolha errada!Mas como eu não voto mesmo vou ficar em casa vendo os jogos e comendo uma pipoquinha e nem ligando para candidatos!
hehe!

Um beijao marco aurelio!

25 maio, 2006  
Blogger Pan said...

Olá Marco Aurélio,

Concordo em parte com vc... De fato o hexa se coloca como a última cartada do governo atual, uma vez que já é dado como certo. Mas o fator econômico tem pesado muito mais que o fator político no que diz respeito ao futebol.

Alguém disse em um programa qualquer que, dentre os favoritos, a Itália seria talvez o país mais beneficiado social e economicamente pelo "efeito Copa".

Apesar de tudo isso, continuemos colecionando figurinhas!

Abs,
Ronan

25 maio, 2006  
Blogger Ana said...

"...por ter declarado que fumava maconha numa entrevista na Revista Época. A declaração nesta revista gerou muita polêmica e a sua demissão da TV Cultura"
mas quanta hipocrisia neste Brasil! Eu nem sabia disso!
Futebol não resolve a decadência social, apenas diminui a decadência emocional. Então, deixa o povo ser feliz um pouco. É só de 4 em 4 anos que isso acontece, poxa. ;-)
Um abraco pra vc

25 maio, 2006  
Blogger Franco Peleja said...

Oi Marco, valeu pela visita. Tenho 22 anos e opinar de uma forma concreta seria ousado, no máximo posso especular. No entanto, concordo com o clichê do ópio do povo e acho que futebol e política, quando se cruzam, não respondem bem nem a um e nem a outro, caso de 98, onde tudo foi por água a baixo. Em 70, a apropriação do sentimento de vitória para um fim pouco louvável não é culpa da seleção e sim dos idiotas do governo. São criminosos que assassinavam e escondiam, covardes. Criminosos e covardes que em edições e roupagens diferentes voltam a aparecer no governo ano após ano, através de uma população que por mais que tenha parcas oportunidades, quando as têm em sua maioria prefere cultivar a ignorância. Daí fazem parte Globo e outros centros. Mas quem sou eu? Só tenho 22 anos.

abs

Fred

25 maio, 2006  
Anonymous Joaquim Agostinho said...

Oi.
A paixão pelo futebol é universal e directamente proporcional ao sucesso, por isso não admira que os irmãos brasileiros sejam tão apaixonados. Para as classes menos cultas e com menos oportunidades o futebol é o único hóbi a par das novelas. Penso que os povos seriam mais infelizes se não houvesse.O futebol , esse escape para as frustações da vida . O futebol não impede revoluções. Disfrutem a copa sem complexos de culpa. Um grande abraço meu irmão . De Portugal com amizade.

25 maio, 2006  
Blogger poeta sereia said...

Olá Marco! Vou torcer para o Brasil! Mas não ceio que desta vez a "taça" seja nossa... :-) Bjs

26 maio, 2006  
Anonymous grace olsson said...

SE a SELEÇÃO FOR HEXA, os políticos vão usar isso até a exaustão...SE...
Dias felizes pra ti....adorei ter vc como meu visitante...volte mais vezes.....gostei de te receber...Feliz Sábado...Grace

27 maio, 2006  
Blogger Ana said...

Olá Marco,
vinha aqui responder ao teu repto sobre esta questão, no entanto vou pela via mais simples e vou subscrever totalmente as palavaras do meu conterrâneo Nuno Q. Martins (espero que ele não se importe).
Portugal era e continua a ser um país dos 3 F's: muitas pessoas continuam com esperança que a Nossa Senhora resolva os problemas, um povo que adora lamentar-se dos seus problemas sem fazer nada de importante para os resolver, mas quando há um jogo de futebol (neste caso com o campeonato do mundo é ainda pior) ficamos todos anestesiados.
Claro que estou a generalizar e nem todos os portugueses são assim, mas viu-se bem o que a nossa campanha durante o euro2004 fez ao país. Durante aquele mês fomos os maiores, mas dps a Grécia fez-nos voltar à normalidade.
Pelo peso que o futebol tem no nosso país, é natural que os políticos se lhe associem. O Nuno falou no caso do Benfica e do PSD, mas há muitos mais e alguns muito obscuros, como os dos presidentes de câmara que são presidentes (ou têm fortes ligações) de clubes de futebol, fazendo os possíveis para os beneficiar.
Se tiveres tempo faz uma pesquisa sobre o Avelino Ferreira Torres para ficares com um bom exemplo de uma associação entre o futebol e a política, já para não falar no Major Valentim Loureiro...

29 maio, 2006  
Anonymous Sérgio said...

Marco Aurélio, quem luta, luta em qualquer campo, que assiste pode até escolher o lugar... HEXAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

29 maio, 2006  
Anonymous Luiz Carlos said...

Cara Soninha, Vi seu comentário(através do blog Boatemática) sobre a afirmação de que o Tri campeonato mundial da seleção brasileira tenha ajudado a manutenção do poder pelo regime militar. Gostei muito do que vc disse, argumentou muito bem e concordo plenamente que não foi o campeonato em si, que fez com que a ditadura perdurasse ou ganhasse mais adeptos. Vc demonstra que além de ser uma mulher belíssima, é muito inteligente, o que enobrece muito a câmara municipal de São Paulo.

29 maio, 2006  
Blogger Bruno Guilherme Cassimiro said...

Olá prof. Marcos,
Sinceramente, concordo com a opinião de Soninha. Não há uma relação ou vínculo lógico e explícito entre vitória na Copa do Mundo e vitória ou ajuda ao partido de governo ou candidato de governo em eleições. Por exemplo, em 94, o Brasil ganhou a Copa, e FHC, que era candidato do governo, ganhou as eleições. Mas em 98, o Brasil perdeu a Copa e FHC se reelegeu... e em 2002, o Brasil ganhou a Copa e um candidato de oposição ganhou as eleições.
Então, concordo com a opinião de Soninha e com a opinião do comentarista político Franklin Martins, não há uma relação lógica entre Copa do mundo e Governo, mas é óbvio que, sem sombra de dúvidas, a vitória numa COpa do mundo aumenta o otimismo e a expectativa da população em relação a um bom futuro para o país.
E quanto a "vivermos problemas sociais e políticos muito graves", não acredito que seja um problema do governo Lula isoladamente. Isso é um problema de governos e governos passados, e acredito até que a "origem" de tudo isso remonta outras épocas, bem mais antigas, lá da época de colônia, império. Acredito que o problema do Brasil é "o brasileiro", não o governo x ou y, ou o partido beta ou gama.
Em termos políticos, vivemos problemas terríveis, que foram desmascarados "hoje"(no atual governo), devido à evolução tecnológica, a disseminação dos meios de comunicação como a internet, a pressão da opinião pública, o sensacionalsmo da mídia etc. Enfim, talvez tenhamos o congresso mais corrupto, irresponsável e "nojento" dos últimos tempos, mas talvez isso se deva à maior velocidade com que as informações circulam hoje, pois eu acredito que em outros tempos, nossos parlamentares não eram "anjinhos".
E, em relação aos problemas sociais, não tenho certeza, mas é possível que tenha acontecido uma melhoria dos indicadores sociais, bem como econômicos. Bem, não sei se voto novamente em Lula, mas... talvez não haja opção melhor.

29 maio, 2006  
Blogger Zara said...

Olá Marco Aurélio,
Concordo com você em "número e grau", afirmação pernanbucana,minha terra natal.
Sobre o futebol, acho que também, virou jogo de dinheiro, e tapa buraco para as situações sérias que esta acontecendo neste Brasil maravilhoso.
Mas eu, tenho esperança no povo Brasileiro, que desta vez, vai saber votar com mais patriotismo e amor ao verde - amarelo.
Um abraço,
Zara

29 maio, 2006  
Blogger † pecado é o medo da morte † said...

heyy!!
pode cre que é vdd!
o mv bill fala muito a real do país...ja os outros rappers falam mais da vida deles...sobre os fatos ocorridos..
tem alguns que falam tambem!..mais o mv biLL em quase todas musicas falam do pais..
bLog 10!
valeoo pelo coments..
bjao!
c cuida !
fuis

01 junho, 2006  

Postar um comentário

<< Home