quarta-feira, julho 12, 2006

Portas de cadeia ( Do lado de dentro)

Sempre quando conhecia um jovem estudante de direito, meu avô que também era advogado, perguntava quem era o patrono dos advogados. Quando o(a) jovem respondia Santo Ivo, o Professor amarante ficava satisfeito e continuava a conversar. Se o futuro bacharel não sabia, ele franzia a testa e encerrava o assunto. Parece que alguns rábulas adotaram outros patronos. Ontem dois advogados foram presos por associação ao crime. Uma fornecia informações de seus clientes para que fossem assaltados e um outro estava envolvido no sequestro do filho de um de seus clientes. Será que a Ordem dos Advogados do Brasil quer ser vinculada ao Primeiro Comando da Capital? OAB já rima com PCC.

10 Comments:

Blogger Roy said...

Pra mim isso nao eh nenhuma novidade. Advogados, seu Marco, eu nao confio nem sabendo quem eh o patrono ;-) abrax RF

12 julho, 2006  
Anonymous JU said...

Sei de casos de médicos que submetiam pacientes desnecessariamente a cirurgias; sei de professores que abusavam sexualmente de alunos; sei de engenheiros que não sabiam construir nem usando "lego" e seus prédios desabaram; sei de políticos (inúmeros) que não entendem o valor do munus que carregam; sei de juízes que vendiam sentenças; sei de dirigentes de futebol que compravam resultados de jogos (aqui e no exterior); sei de padres que submetiam seus coroinhas às mais terríveis provações sexuais; sei de enfermeiros que ministravam injeções letais em pacientes idosos para liberar o leito; sei de homens de rara inteligência que a usaram para construir armas de destruição em massa; sei de filósofos que usaram seu conhecimento para justificar a barbárie; sei de filhas bem nascidas que matam seus pais; sei de pessoas comuns que passam nas ruas e não sentem a menor dor ao verem tanta miséria e calamidade; sei de um governante que tudo via, mas nada sabia, enfim...sei de exemplos de falta de caráter em qualquer lugar, em qualquer pessoa e, principalmente, em qualquer profissão.
Advogado é sempre mal visto pq as pessoas entendem que foram feitos para defender "bandidos", mas não compreendem que o direito de defesa é uma garantia fundamental em qualquer Estado que queira ser Democrático e de Direito! E o fato de um advogado defender um criminoso não significa que ele compartilha daqueles valores.
Exemplos de péssimas pessoas e esdrúxulos profissionais podem ser vistos em qualquer lugar caro amigo.
Diferentemente do seu avô (figura extraordinária que conheci por seu intermédio), eu não penso que um advogado ou um aspirante a tal deva conhecer o Santo padroeiro da profissão, mas sim entender que seu dever é função essencial ao Estado e, portanto, agir com ética, coragem e disciplina, ainda que seja ateu.
Grande abraço
JU

12 julho, 2006  
Blogger Elton said...

Salve, Marco Aurélio,

Obrigado pela visita e pelo comentário em meu blog, espero que volte.
Acho ético informar que coloquei uma resposta ao seu comentário. A resposta ficou longa, mas não acrescenta muita coisa na verdade.
Dei uma corrida rápida pelo seu blog e tenho a impressão de que discordamos mais em relação aos meios que aos fins. Melhor assim, não é mesmo?
Abraços.

PS: Não tenho nada a dizer sobre advogados pois, graças a Deus, nunca precisei de nenhum.

12 julho, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Ju

Sei também um pouco de estatisticas e acredito que os casos de advogados como os que citei são bem mais numerosos do que das outras catregorias que disse. Os Advogados são as vezes mal vistos não por defenderem bandidos, mas sim se associarem a eles como eu contei. Claro que compreendo o amplo direito de defesa, que é pela constituição, uma garantia fundamental, como também é o direito de livre associação. Tudo com fins pacíficos e lícitos e não como aqules dois fizeram. Finalmente quanto ao que citei do vovô foi só uma lembrança, um adendo, talvez uma saudade das conversas com ele nos seu "barracão de livros" e é claro que ele também, feito eu, não pensava "que um advogado ou um aspirante a tal deva conhecer o Santo padroeiro da profissão, mas sim entender que seu dever é função essencial ao Estado e, portanto, agir com ética, coragem e disciplina, ainda que seja ateu( que aliás é o meu caso).

Bjs

12 julho, 2006  
Blogger Ana said...

Que coincidência!
Vim conhecer teu blog e vi que falamos sobre o mesmo tema, hoje: advogados, embora analisando diferentes aspectos!
O comentário da Ju, tão verdadeiro, só vem demonstrar a degradação que está acontecendo em todoas as profissões... É triste demais!

12 julho, 2006  
Anonymous Edson said...

Obrigado pela visita ao To Sabendo!
Gostei do que ví por aqui!...vou voltar mais vezes
abs

12 julho, 2006  
Blogger Marco Aurélio said...

Só mais uma.

Para provar a estatitsticas que falei. Ontem foram presos mais dois advogados. Um distribuindo 6 celulares para presos e outro por se associar numa fábrica de bolas que fornecia drogas, armas e celulares para presos no interior das bolas. Mais quatorze advogados estão com prisão decretada por associação ao PCC e para mais 33 estão sendo expedidos mandados de prisão. Vocês têm visto ultimamente estes números em outras caregorias?

13 julho, 2006  
Anonymous JU said...

Marco,

O problema não é do advogado, mas sim da falta de ética do ser humano associada a pobreza.
Vou te contar uma coisa que não aparece nos jornais: Vários destes advogados que vc. anda tendo notícias são, na verdade, financiados pelo tráfico, mas não como advogados, vou me explicar melhor...O tráfico alicia o jovem razoavelmente inteligente da favela e se compromete a pagar-lhe todos os estudos, em contrapartida ele tem a obrigação de servir à organização por um período de tempo determinado.
Isso não ocorre com outras profissões pq infratores não precisam de professores, médicos, engenheiros, etc, mas sim de advogados. Daí o número de advogados envolvidos com ilicitudes ser muito maior do que de qualquer outra profissão.
Se eu acho isso certo? Claro que não! Mas é o que acontece diuturnamente.
Em outros casos, mulheres (advogadas) se apaixonam por detentos e fazem qualquer coisa "por amor". Também não concordo! Amor só é bom em doses homeopáticas, caso contrário ele cega, como é o caso destas mulheres!
Não coloque todos os advogados em um "paredão de extermínio", pois há profissionais da mais alta cultura e do mais refinado bom senso, como é o caso do seu nobilíssimo avô!
A OAB não é responsável por haver no meio pessoas não coadunadas com os princípios da profissão e, provavelmente, estes que estão associados ao tráfico perderão o direito de exercerem a profissão. Dizer que uma entidade de classe está associada ao tráfico é muito grave (é uma universalização, coisa que eu não concordo, pois sou relativista).
Junte miséria, falta de perspectiva, fragmentação familiar, crise moral (em todos os setores) e terá a receita para a falta de ética que assola o mundo e não somente advogados!
Tenho certeza que seu avô estaria ao meu lado em uma hora desta! Conversei pouco com ele durante o tempo que conviví, no entanto, conheço-o por você e sei que ele, assim como eu, tinha muito orgulho do que fazia e ensinava, a despeito de nunca ter faltado exemplos de péssimas pessoas na área!
Grande abraço
JU

13 julho, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Your are Nice. And so is your site! Maybe you need some more pictures. Will return in the near future.
»

12 agosto, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Really amazing! Useful information. All the best.
»

17 agosto, 2006  

Postar um comentário

<< Home