terça-feira, dezembro 30, 2008

Hoje faz um mês!

Chegou pelas mãos da Gláucia, sua última companheira, que lutou com ele até o final, uma carta que o PAPAI guardou e que escrevi pra ele no dia dos pais de 1991. Tinha vinte poucos anos. Estava escrita em um papel já amarelado. Rabiscada por caneta de tinteiro. Quando vi o envelope assustei muito e achei que era dele pra mim e não o contrário! Não me lembrava mais de tê-la escrito! Vamos a ela:
Belo Horizonte 10 de agosto de 1991.

*( )

Já começo com um asterisco. Não sei se te chamo de papai, de Professor, de professor Papai, de papai professor ou de querido Professor Papai , ah,! Este sim , parece-me soar muito bem. Neste tipo de folha em que te escrevo, costumo usar para rascunho no estudo, fruto de uma “captura” na garagem.
Deixando de lado a enrolação introdutória e costumeira no parágrafo anterior, tentarei te contar uma pequena estória de uma forma o mais sucinta possível. ( desculpe-me a omissão de alguns fatos, a introdução de outros e, principalmente, um fraco e talvez opaco prisma perante os mesmos). Vamos lá.
......................................

Já com quatorze anos, aquele jovem já ouvia os ecos do passado na Alemanha na voz do Eterno Marx e sonhava com o grito da multidão em uníssono: “Proletários de todo mundo, uni-vos.”
Também desde cedo, sua visão mediata da Natureza e de como a ciência podia explicá-la, era aguçada. Certa vez em uma festa, como é comum acontecer, alguém em um ímpeto de inveja questionou-o como ele poderia ser tão cientista assim , se não sabia adicionar os números racionais. Magoado, procurou seu avô, também um grande homem, e na Matemática encontrou o rigor e a precisão de que seu espírito científico necessitava.
O leitor acha que este homem a quem me refiro, depois de todo conhecimento adquirido, mudou sua fundação simples e humilde? Uma ocasião em um bar, bebendo com os filhos uma mulher que atendia no balcão,deu-lhe uma aula de Termodinâmica que só vendo e explicou-lhe como deveria proceder ao segurar na garrafa para encher o copo , sem congelar-se o líquido. A néscia professora foi ouvida com a mesma atenção e respeito que deve ter sido dispensado ao orientador de sua tese de Doutorado.
Por falar em bares, há na rua Herval aqui nesta cidade, um bar de nome Cabral, que tornará mais fácil ilustrar a narrativa. Não há frequentador do estabelecimento que não o conheça e que por ele não nutra a mais profunda admiração e amizade. Presenciei várias vezes o que afirmo. Juntos neste local, uma vez fomos abordados por um homem do povo, que queria apresentar a um amigo , o professor, como quem apresenta ao companheiro um chefe de Estado ou algo parecido. Nas conversas no interior deste estabelecimento a sua opinião é lei e nada se passa sem ser ele consultado. Quando passam as crianças de bicicleta, param e estendem os braços para receberem seus apertos carinhosos por parte do professor e ouvirem suas palavras pitorescas.
___ Acho, leitor, não poder continuar a narrativa, pois as palavras são insuficientes para descrever a “peça, ”talvez seja necessário vê-lo de perto. Procure este bar, nesta rua , sente-se espere, quem sabe ele aparece sorrindo grisalho com seu chapéu azul!! (Ah, o número do estabelecimento ,eu não sei mas pergunte por lá, todos sabem quem é o professor).
Por falar nisso, Feliz dia dos Pais

Marco Aurélio, seu filho

11 Comments:

Blogger Marco Aurélio said...

Acabei de passar esse e-mail pro "velho"!

Papai

Sei que não está me ouvindo e que nem vai me responder! Temos visões quase idênticas sobre a morte! e ai o q anda fazendo? tem tomado umas!? do jeito q vc é ja deve ter catado alguém ai no ceu! encontrou com a turma? Kaká, Gilberto, Zé Eymard, Zélberto, Tonico, Rui, Baixinho,Zacarias...? Se tiver sido o caso, mande um abraço e diga que me juntarei a vocês um dia para umas rodadas! que bobjada não!? o ser humano cria ilusões para desviar suas angustias. Quando me der saudades vamos falar por aqui! um monólogo!!! sei que nunca terei resposta e mais uma vez não está me ouvindo, mas por via das dúvidas te digo que TE AMO e que tem feito muita falta por aqui em baixo! Tenho certeza ABSOLUTA que quando morremos deixamos de ter consciência da nossa existência; Antes da completa decomposição, feito te disse milhares de vezes, somos como uma pedra! existimos e pronto não sabemos que existimos! depois da completa decomposição só vivemos nas fotos, vídeos e no coração de quem nos ama!

depois nos falamos mais!

como dissemos alef 1 vezes a vida continua para os que ficam!

abrax

02 janeiro, 2009  
Blogger Carlos Ponte said...

Marco Aurélio, aceite as minhas sentidas condolências. Continue espalhando "saber" pelos seus alunos: tenho a certeza que lá onde se encontra o Professor ficará feliz.

02 janeiro, 2009  
Anonymous Anônimo said...

oi marco aurélio boa noite quanto tempo eim parece que foi outro dia que te perguntei por sei pai e perguntei sobre o email que te mandei e você me disse com um ar de alivio e ao mesmo tempo de tristeza que ele viera a falecer. Sinto Muito cara mas o inverno passa, e com o tempo, a dor diminui. Pense somente no que ele fez de bom pois assim você vai acender luzes para iluminar o caminho dele. fica com Deus cara e música na veia.
Abração e ate fevereiro
Magnus Galliza

12 janeiro, 2009  
Anonymous Anônimo said...

Olá!A vida é um ciclo, e isto é um fato. Lembre-se q existe uma fé bem maior do q já podemos sequer imaginar, mas q podemos alcançar.Viva a vida da melhor forma e eu tenho certeza q seu papi permanecerá em vc enquanto este amor existir e não tenho dúvidas q sempre existirá então quanto mais alegria mais amor. Pode contar comigo para viver com vc momentos de alegria da sua eterna...A.P -espero

22 janeiro, 2009  
Anonymous Anônimo said...

E ai Corei, fiquei sabendo do Lincoln e confesso que fui pego de surpresa... não esperava e fica aquela sensação que ele foi antes do combinado e com certeza é daquelas pessoas que fazem uma falta danada do lado de cá. De qualquer modo ele tá lá levando um papo muito louco (imagine!) com o Kaka e mais uma galera de lá.

Beto irmão do Grilo

26 janeiro, 2009  
Anonymous guilherme said...

O corei fiquei sabendo do ocorrido
meus sentimentos professor
o senhor vai iluminar ele aonde quer que ele esteja agora.
que deus de força pra você e a sua familia pra superar isso.

seja forte fessor!
um abração Coréi.

26 janeiro, 2009  
Anonymous Betão said...

Fica tranquilo, seu pai cumpriu bem sua missão, bola pra frente muita força nesse momento, fica na paz!

Betão

27 janeiro, 2009  
Anonymous Anônimo said...

Putz coreei .. nossa num sei nem o qe te diizeer.. espero qe deus te conforte nesse momeento tao dificiil..
e pode ter certeza qe Deus vai estar muito feliz poiis acaba de receeber um ANJO no ceu.. nossa eh mt ruim perdeer alguem qe amamos e admiramos..
Qe Deus te conforte nesse momento difiiciil !
Beeijos

Nádia Renata

29 janeiro, 2009  
Anonymous aladim said...

meus pêsames !
coreiii...

FORÇA na KUKa e cabeça erguida...

tamo junto com c veii...

muito ruim passar por isso...x'{

precisando tamo aiii!!!

29 janeiro, 2009  
Anonymous Raphaela said...

Marcooo meus sentimentos...
Já passei por isso e sei o que você está passando..

E nessas horas nem tenho o que falar!!

Mais se precisar, é só chamar!!

Beijooos

30 janeiro, 2009  
Anonymous Toninho pit bull said...

meu amigo setimentos si estava sofrendo agora NÃO ESTAR MIS DEUS SABE O QUE FAZ SEPRECISAR DE QUAL QUE COISA PODE CONTAR COMIGO VC E´UMA PESSOA SABIA SEJA FORTE DE FORÇA OS MAIS FRAGENS SEGURA AONDA SEI QUE NAO E´FASCIO JA´ PASSEI POR ISSO QUE DEUS C/ FORTE SEU CORAÇAO

30 janeiro, 2009  

Postar um comentário

<< Home